Durante a 452ª Reunião Plenária do Conselho Federal de Farmácia (CFF), que ocorre simultaneamente ao 6º Congresso Norte e Nordeste de Ciências Farmacêuticas, foi lançado hoje, dia 24 de novembro, o primeiro de uma série de nove guias de prática clínica do Programa de Suporte ao Cuidado Farmacêutico na Atenção à Saúde (Profar).

O lançamento foi prestigiado pelo médico Paulo Humberto Mendes Figueiredo, presidente da Associação Paraense de Medicina de Família e Comunidade (APAMFC). Ele representou o presidente da Sociedade de Medicina de Família e Comunidade, Thiago Trindade. A entidade chancela a publicação junto com outras duas importantes organizações internacionais: a Organização Mundial da Saúde e sua representação na América Latina, a Organização Pan-Americana da Saúde.

Thiago Trindade e o representante da OMS/Opas, Felipe Dias Carvalho, não puderam estar presentes, mas enviaram mensagens em vídeo, exibidas no ato de lançamento. Para assistir aos vídeos e ler mais sobre o lançamento, acesse http://migre.me/vzIMs

O primeiro guia de prática clínica do Profar/CFF será distribuído a todos os concluintes do curso EaD Prescrição Farmacêutica no Manejo de Problemas de Saúde Autolimitados, oferecido gratuitamente pelo conselho, por meio de plataforma digital. Nos próximos dias os exemplares serão enviados aos destinatários pelo correio, no endereço indicado na ficha de inscrição do curso. Junto com o primeiro guia, que tem como tema Espirro e Congestão Nasal, será encaminhado o kit com a publicação inicial do Profar, constituído de um livro introdutório e caixa-envelope.

O curso EaD do CFF é aberto a farmacêuticos regularmente inscritos nos conselhos regionais de Farmácia e a estudantes dos dois últimos períodos ou o último ano da graduação na área. Para se inscrever no curso, basta ao interessado acessar o site do Programa de Suporte ao Cuidado Farmacêutico na Atenção à Saúde (Profar), do conselho, e preencher um formulário on-line (www.profar-cff.org.br). No ato do preenchimento do formulário, estudantes precisam anexar documento que comprove sua matrícula.

Sobre a publicação – O primeiro guia de prática clínica do Profar foi construído coletivamente e seguindo critérios internacionais que versam sobre a qualidade de guias de prática clínica, entre eles, os preceitos da saúde com base em evidências e a necessidade de submissão à consulta pública.

“O processo de construção desse documento foi desafiador porque não tínhamos um modelo de guia de prática clínica para problemas de saúde autolimitados, baseados em evidência e voltado à prática clínica farmacêutica”, comenta Josélia Frade. Ela assinala que o processo contou com participação de 28 técnicos (médicos/farmacêuticos) e 20 pessoas ligadas ao projeto gráfico.

Conforme Josélia Frade, o título do guia foi definido a partir dos termos que constam na segunda edição da Classificação Internacional de Atenção Primária (CIAP 2) em seu componente “sinais e sintomas”. As queixas explanadas no guia podem ser consideradas como problemas de saúde autolimitados ou sinais e sintomas de outro problema de saúde, como rinoconjuntivite alérgica, gripe, resfriado, sinusite, entre outros.

A forma como o guia foi estruturado permitirá ao farmacêutico desenvolver um raciocínio clínico e selecionar condutas para sua imediata intervenção ou derivação a outro profissional ou serviço de saúde. Habitualmente o paciente busca o auto tratamento para o alívio dos sinais/sintomas de espirro e congestão nasal, muitas vezes de forma inadequada. Buscou-se ainda uma apresentação visual que tornasse a leitura mais agradável, com imagens e fluxos que permitirão ao profissional se apropriar melhor do processo de trabalho.

Fonte: Comunicação do CFF