Os Conselhos Federal e Regionais de Farmácia convidam os farmacêuticos a participarem como pesquisadores de um levantamento de dados que busca verificar se pacientes polimedicados atendidos em unidades do SUS têm acesso e aderem ao tratamento medicamentoso da maneira correta ou não. A ideia é entrevistar usuários dos serviços de saúde pública, como UBSs, e as farmácias públicas, por meio de um formulário com questões pré-estabelecidas acerca do tema (Link abaixo). A aplicação do questionário deve ocorrer até 15 de junho de 2018.

 

Segundo o Ministério da Saúde, cerca de 70% dos pacientes com hipertensão, diabetes ou dislipidemias – em sua maioria, usuários de vários medicamentos –, não conseguem controlar suas doenças mesmo tendo diagnóstico e prescrição de médicos. Em outro estudo, o órgão apurou que 82% dos pacientes que utilizavam 5 ou mais medicamentos de uso contínuo o faziam de forma incorreta ou demonstravam baixa adesão ao tratamento. Um em cada três pacientes abandonou algum tratamento, 54% omitiram doses, 33% usaram medicamentos em horários errados, 21% adicionaram doses não prescritas e 13% não iniciaram algum tratamento prescrito. A pesquisa é uma forma de os conselhos utilizarem a campanha pelo Uso Racional de Medicamentos para contribuir de forma mais efetiva para a reversão dessas estatísticas.

A proposta é envolver os farmacêuticos dos serviços onde será feita a coleta dos dados, para que eles, ao entrevistar seus pacientes, tenham uma melhor compreensão do problema, e consigam traçar estratégias para resolvê-lo. O estudo será feito em 24 das 27 unidades federativas. A expectativa é divulgar o resultado durante o Congresso do Conselho de Secretários Municipais de saúde, em julho. Os conselhos de Farmácia esperam sensibilizar os gestores públicos.
Por ocasião da divulgação dos resultados, serão apresentados também os dados do Projeto Cuidado Farmacêutico no SUS, do CFF, que visa à inserção do cuidado farmacêutico na rotina das unidades básicas de saúde. Já implantado em 119 municípios brasileiros, o projeto está capacitando cerca de mil farmacêuticos para o atendimento direto ao paciente.

O farmacêutico que aderir à pesquisa deve baixar o Manual de Orientação e Vídeos de Treinamento para aplicação junto aos pacientes polimedicados. Neles constam todos os detalhes de como deve ser realizada esta ação, além de fazer o download dos formulários e dos dois Termos de Consentimento Livre e Esclarecido (Um para ficar com o pesquisador e outra com o paciente).

 

Links:   

  • Manual de Orientação e Vídeos de Treinamento para aplicação junto aos pacientes polimedicados – https://goo.gl/bZrxYB .

Obs: Os links dos vídeos estão dentro do arquivo do Manual, na penúltima página.