O Conselho Regional de Farmácia do RN (CRF-RN) se reuniu, nesta terça-feira, 19, com o secretário de Saúde de Parnamirim, Henrique Eduardo Costa, e o secretário adjunto, João Antônio Brito Júnior, para abordar a proposta de diminuição da carga horária dos farmacêuticos que atuam em Parnamirim.  Além disso, o encontro serviu para discutir o funcionamento dos laboratórios de análises clínicas no município.

A diminuição da carga horária dos farmacêuticos foi pedida pelo CRF-RN com base na Lei Municipal nº 092/2015, que modificou a carga horária dos enfermeiros que atuam na rede de saúde de Parnamirim de 40h para 30h semanais.

Para Sales Guedes, a medida representa isonomia entre as profissões inseridas na mesma categoria, valoriza o profissional farmacêutico que atua nas mais diversas frentes de saúde e que também está sujeito à condições especiais de trabalho, além de melhorar a qualidade de vida do funcionário.

De acordo com o secretário de saúde Henrique Eduardo Costa, o município está debatendo o Plano de cargos, carreiras e salários dos servidores municipais e que a nova carga horária pleiteada pelos farmacêuticos está entre os pontos de discussão. Dentro da organização da gestão de saúde de Parnamirim, o secretário afirmou que há o projeto de um concurso, sem data prevista, para mais de mil vagas para servidores da saúde municipal. Segundo Henrique Eduardo, a ideia é inserir esses novos servidores como parte do plano de melhorias, que visa ajudar a diminuir a precarização dos serviços em saúde no município.

O CRF-RN se colocou à disposição para auxiliar a secretaria na busca por uma assistência farmacêutica de qualidade que atenda as demandas da população. “A reunião com os gestores municipais faz parte de uma estratégia do CRF-RN para promover melhorias nas condições de trabalho dos profissionais da área, bem como melhorar a valorização do farmacêutico na gestão pública”, comentou o presidente do Conselho.